Saia da crise da percepção e seja mais orgânico em 2019!

Quem aí deu alguma lembrancinha de Natal para todos que de alguma forma te ajudou em 2018? Se parar para pensar descobrirá muitas pessoas, tenho certeza. O problema é comprar presente para todo mundo, ainda mais na crise que estamos passando (com indícios de melhora…será?). Bom, eu quis agradecer as pessoas com quem trabalho, que me apoiaram e me ensinaram alguma coisa, que tornaram os momentos de desafios superáveis. O difícil depois foi definir o que dar. Tinha que ser algo que me representasse nesta fase e colocasse em prática a mudança de hábitos para presentes sustentáveis e/ou conscientes, com muito mais valor em significado do que em preço. Então surgiu a ideia de fazer o cookie que as vezes faço em casa, com ingredientes do bem, conhecendo todos os nutrientes envolvidos, mais natural que poderia fazer. Embalagem, foi de papel (evitei o plástico) com etiqueta de Papai Noel e dentro junto do cookie, uma cartinha feito com muito carinho.

blog

Essa carta, descreve um pouco da conclusão que tenho chegado sobre nosso mundo hoje, e também, o que eu tenho procurado me tornar, e que tem me feito mais feliz, logo, quis compartilhar para que todos pudessem se sentir assim também. Ademais, nossa mutação sustentável vai muito além do que mudar os comportamentos em relação ao meio ambiente. O passo inicial, está na mudança dentro de nós mesmos. Abaixo, a cartinha.

 

Oi, você acabou de receber um cookie orgânico como lembrancinha de Natal e Ano Novo.

Ingredientes: Aveia, Cacau 100%, óleo de coco, banana, açúcar orgânico, manteiga, sal, chocolate ao leite 70%, nozes e AMOR. Total de 156 calorias.

Você pode pensar, que coisa mais sem graça, simples, sem criatividade, vou comer e já foi. Orgânico? Deve ser ruim, tudo que natural é sem sabor… Será?

Por trás desse cookie “Orgânico” tem muito significado.

Orgânico: pertinente/derivado de organismo vivo. Segundo o Wikipédia: orgânico refere-se a Vida!

Atualmente vivemos uma grande crise, não é somente uma crise econômica, mas uma crise multidimensional, envolvendo a saúde, modo de vida, a qualidade do meio ambiente e das relações pessoais, da economia, da tecnologia, política e cultural. Mais do que isso, vivemos uma crise de percepção, um profundo desequilíbrio em nossos pensamentos e sentimentos, valores e atitudes em nossas estruturas sociais.

Vivemos em um mundo onde se gasta bilhões de dólares com armamento nuclear para ter segurança e poder, enquanto mais de 15 milhões de pessoas (em sua maioria crianças) morrem de fome. Vivemos em um país que quer estar atualizado em tecnologia, inteligência artificial, robótica, enquanto não se tem nem serviços básicos de saúde. Ou então que, em poucos anos avançou em cobertura digital e internet, mas por outro lado passaram-se os séculos XIX e XX e ainda estamos longe da universalização do saneamento básico, como fornecimento de água potável.

Vivemos em um mundo onde o natural passou ser ruim, chato, inútil, sem sabor, feio, brega, mas nossa saúde está amplamente ameaçada pelos alimentos contaminados com produtos químicos tóxicos, como pesticidas, emulsificantes, corantes, mas mesmo assim é preferível comprar industrializados do que fazer aquele bolinho natural para comer em um sábado à tarde.

Hoje, parece que não existe mais humanos e sim, máquinas, porque a cultura exige isso, o meio de sobrevivência em modo de competição e o modelo de economia implantado também. As responsabilidades aumentam, o trabalho, o stress, a vontade de ter bens materiais, enquanto isso, nem vemos a vida passar… somos como relógios.

Mas não se culpe por isso… Lá no século XVII Descartes implantou essa concepção, querendo explicar os processos ecológicos e naturais com equações matemáticas estendendo sua ideia mecanicista da matéria aos organismos vivos e o resultado no final foi: Perda da visão, do som, gosto, tato, olfato, e com eles foram-se embora também a sensibilidade estética e ética, os valores, a qualidade, a forma, todos os sentimentos, motivos, intenções, a alma, a consciência e o espírito.

Mas, calma… não se preocupe, apesar dessa comparação de sermos como máquinas, não há como perdermos de uma vez a nossa essência e deixar de ser quem somos… é só uma crise, de percepção, vai passar… (se você quiser).

Então, como reflexão, venho te desejar neste ano de 2019 que você seja mais orgânico, mais VIVO! Cuidar de você, da sua saúde, das suas escolhas na alimentação, cuidar da sua mente ao saber separar o momento de trabalho e o momento de relaxar com a família, de cuidar do seu espírito ao amar mais o próximo, o vizinho, seu cachorro, seu semelhante que não tem onde dormir, a árvore que te fornece sombra… Te desejo menos culpa, mais reconhecimento, menos ódio, mais amor, menos preocupação, mais atenção, menos expectativa, mais tranquilidade e paciência, mais gratidão, menos reclamação, mais SER, menos TER, mais paz, menos stress, mais respeito, menos julgamento. Te desejo mais momentos próximo da natureza, que te fornece todos os recursos para você ser VIVO. Te desejo que tenha mais compaixão com todos os organismos vivos, que de uma forma integrada, te ajuda ser quem você é!

Por fim este simples cookie orgânico, simboliza tudo isso! Uma VIDA mais leve, mais sustentável, mais saudável.

Além disso, esse cookie significa GRATIDÃO. Meus agradecimentos pelo ano de 2019, pela parceria, pelas discussões (conversas, debates, confrontos de ideias), pelos aprendizados, pela ajuda seja ela qual foi, você somou para mim em 2019!

Sem mais delongas (prazer, essa sou EU, gosto de falar), desejo um Feliz Natal para você e toda sua família, repleto de amor incondicional. Um Feliz Ano Novo, com muita saúde, força de vontade e coragem para que esse ano seja inesquecível e de muito sucesso!

P.S. Eu que fiz os cookies, por favor, coma, se gostou me avisa, se não gostou finge que sim e não conta para o amigo. Se for jogar fora, jogue o cookie no coletor de orgânico (marrom) ou varrição (cinza), o papel no coletor azul. A cartinha, espero que tenha sido especial para ser guardada =).

 

Atenciosamente,

Sabrina                                                21 de dezembro de 2018.

2 comentários em “Saia da crise da percepção e seja mais orgânico em 2019!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s