Auto-Observação: Você possui este hábito? Conheça os benefícios.

bg-titulo

Você até já ouviu este termo, mas não entendeu muito bem o que significa?!

Sem problemas! Vamos falar de uma maneira bem simples sobre como isso pode ajudar no seu #processoMS!

Ao longo de toda nossa vida, em nosso dia a dia, vivemos observando, observando tudo ao nosso redor, mas o mais importante nem se quer paramos para observar: nós mesmos.

Você já parou para observar como é o seu estado mental ao acordar, ao ir pro trabalho, ao se relacionar com a família e amigos e ao ficar sozinho, em sua própria companhia?

A auto-observação íntima é fundamental para um processo verdadeiro de transformação.

A prática da observação de si mesmo oferece muitos ganhos e, por meio dela, é possível se conectar melhor com sua essência, pois se de um lado você se conhece e reconhece suas emoções, fica mais descomplicado dirigir as ações e ter comportamentos mais assertivos na vida e nas relações interpessoais, profissionais, sociais e afetivas, afirma José Roberto Marques em seu portal online.

Porém, esta observação de si mesmo, não pode ser de forma punitiva, se julgando e se punindo pela forma como age em determinadas situações. Experimente observar-se de forma neutra, para entender seus sentimentos e “como e porquê” estes sentimentos geram determinadas atitudes. Desta forma, conseguirá ter clareza do seu funcionamento emocional e identificar o que você pode transformar e quais os ganhos que você terá em sua vida com isso.

Segundo o portal Gnosis Brasil, auto-observação está fundamentalmente dirigida da seguinte forma:

  • O que pensamos? Como pensamos? Por que pensamos de determinada forma?
  • O que sentimos? Como sentimos? Por que sentimos dessa forma?
  • O que fazemos? Como e por que atuamos de determinada maneira?

A partir do momento que adquirimos o hábito de nos auto-observar, começamos a dominar nossos  pensamentos, sentimentos e atitudes, o que nos faz desfrutar do crescimento pessoal.

Algumas práticas como yoga e meditação podem nos auxiliar neste processo de auto-observação e nos guiar para uma vida com mais presença e tranqüilidade. Além de nos fazer perceber se estamos seguindo a rota adequada da nossa vida ou se precisamos recalcular algo.

No yoga, durante a prática de asanas (posturas físicas), a auto-observação inevitavelmente acontecerá. A mente se torna atenta e presente no agora, a respiração é consciente e flui em sintonia com o movimento e você estará totalmente ali, presente, se observando, entendendo seu corpo, respeitando suas limitações naquele momento – ahimsa (não violência), mas a o mesmo tempo saindo de sua zona de conforto, buscando o seu melhor naquela prática. O caminho do yoga te levará a libertação – moksha, libertação física, emocional e de condicionamentos sociais, familiares, religiosos…

Através da libertação vinda da auto-observação você passará a viver e expressar a sua verdadeira essência, quem você realmente é.

Patrícia Crivellaro, professora de yoga.

Permita-se experimentar os benefícios da auto-observação em sua vida.

E ai, vai topar?

Um beijo,

Rapha.

Como um hábito angular pode contribuir para que você alcance resultados melhores em sua vida?

bg-titulo

Primeiramente, qual a influência de um hábitos em nossas vidas?  Segundo Charles Duhigg, em seu livro “O Poder do Hábito”, 40% do nosso dia são regidos por hábitos, ou seja, atuamos no modo automático. E isso é ruim?

Depende! Por um lado isto pode ser considerado bom, pois assim poupamos nossas energias para a realização de atividades comuns, como: tomar banho, escovar os dentes e etc.

Entretanto, é preciso tomar muito cuidado com aqueles ‘velhos hábitos’ que não estão agregando em  nada, ou pior ainda, estão contribuindo pra uma involução. Para estes, temos que estar dispostos a criar um novo mindset que implicará diretamente em nossas atitudes mentais que influenciarão novos pensamentos e comportamentos.

E como fazer isso?

Estudos apontam que leva 21 dias para que haja uma reprogramação cerebral, neste sentido, se você praticar algo novo por 21 dias consecutivos, você é capaz de transformar isto em um hábito. Aqui a sua determinação, vontade, foco e constância são essenciais no processo, afinal, “aquilo que você foca, expande!”

Já os hábitos angulares são aqueles que após serem adotados, proporcionam uma reforma interior que é capaz de alcançar diversas áreas de nossas vidas, mesmo que não seja a área específica do hábito. Assim podemos dizer que muitas vezes basta uma mudança para que diversas outras mudanças aconteçam. Para ficar mais claro, listei abaixo alguns exemplos de hábitos angulares:

– meditação

– atividade física

– praticar a gratidão

– leitura

Nota-se que pequenas mudanças que você pode começar hoje mesmo podem interferir em várias áreas da sua vida e te ajudar à alcançar resultados muito melhores.  E ai, bora juntos? Comente abaixo qual hábito você gostaria de mudar e como você acredita que isso contribuirá para te aproximar do seu sonho ou objetivo de vida.

Um beijo,

Rapha.